"BIOGRAFIA"

"Manuel Gonçalves Silva"

 
Manuel Gonçalves da Silva - nome literário "Manuel Silva" - natural de Solveira, concelho de Montalegre, nascido a 25/12/60.
Jurista de profissão na D.G.C.I. – Desde a sua adolescência que está sintonizado pelo gosto da leitura e no seu versar, sempre foi estilizado pelo seu estado de alma. Fez parte de várias Antologias, entre elas a I Antologia e seguintes de “Confrades da Poesia”.
Se faz representar pela sua modéstia, descapitalizando o protagonismo.
Sente orgulho de ser pioneiro de “Confrades da Poesia”. Foi membro e Presidente da Assembleia Geral de "Mensageiro da Poesia"
A sua Biografia será concluída quando no além for saudoso.
 
BIBLIOGRAFIA:
 
E-MAIL:
mgs.solveira@gmail.com
 

SESTA
 
 
Zumbem os insectos
Nas sombras dos amieiros…
Corpo inerte,
Estendido na folhagem…
Olhar distante na paisagem…
Ofegante
Larouco Senhorial,
Que Deus fez tão imperial!
Força protectora das almas,
Incrustadas nas encostas…
Carros de bois gemendo…
Sulcando trilhos
Calcorreados de sonhos…
 
 
 
 
SONHO
 
 
O comboio agredia os carris
Enquanto abrandava…
No banco o mendigo indiferente,
Dobrava-se sobre si mesmo…
Mãos escondidas…
Gestos circulares…
Pensamento ausente!
Escuridão…
Seres distantes e solitários
Alheados na multidão…!
Luz que não alumia…
Percurso de vida…
Solavancos…
Extremos pontos
Impulsos Matinais
 


Impulsos matinais,
Nos olhares que se cruzam...!
Rajadas de vento,
Correntes sem retorno...!
Amarrados sentimentos,
Indeléveis sorrisos,
Nos seres desprendidos.....!
Momentos inertes
Com passagem marcada
No advir que se avizinha....!



 

 
“Despertar”
 
 
Indelével gesto,
Saudou a brisa matinal,
Penetrante de raios de luz,
Num pulsar de sentimentos…!
Primaveril vida debutante,
Em torrentes de sonhos…!
Céu comunicante,
Em azul… Caminho…
Desprendida a alma…
Abrupta queda…
Em outra margem…!
Voo imberbe de lágrimas vertidas…
Rio calmo…
Em seara de ondas…
 
 

"CONFRADES DA POESIA"

www.osconfradesdapoesia.com