"BIOGRAFIA"

"Fernando Afonso"

 

«Arte de Dizer»

 

Fernando Lourenço AfonsoFernando Afonso é o seu nome literário – natural de Monção; nascido a 10 de Abril de 1934. Desde muito novo gosta de poesia e em 1955 fez um curso intensivo da Arte de Dizer (90horas) no Belém Clube, em Lisboa, cidade onde passou a viver depois dos sete anos. Daí para a frente e depois de ter ganho um concurso da Rádio, onde disse o Cântico Negro, de José Régio, nunca mais deixou de participar em programas de poesia, mas sempre como amador. Com 22 anos foi para Moçambique, onde se radicou e regressou em 1976. Enquanto esteve em Lourenço Marques fez parte de muitos programas, inclusive no R.C. de Moçambique. Regressado a Portugal, esteve uns anos desviado da vida cultural, pois a luta pela vida a isso o obrigou, e regressou dando um recital no Auditório Nuno Fradique, da RTP, onde estava empregado.
É associado da “APP-Associação Portuguesa de Poetas”; membro de “Confrades da Poesia” - Amora / Portugal
 
Fernando Afonso - «Declamador»
 
À Senhora dos Milagres
 
 
Senhora, que tiveste tanta alegria
e também a maior das tristezas,
fazei com que no mundo haja harmonia
e não falte o pão nas nossas mesas!
 
Fazei com que a razão do justo prevaleça,
e acabem as guerras fratricidas;
eliminai da terra a terrível doença
que nos mata tantas e jovens vidas!
 
Dai, Senhora, àqueles que governam
O sentido do Amor e da Justiça;
perdoai-lhes porque, humanos, erram,
mas tirai-lhe do coração tanta cobiça!
 
Trazei de volta aos lares a união,
que pais e filhos se respeitem mutuamente,
juntai de novo as famílias ao serão,
pois com amor, Senhora, tudo é diferente!
 
E um pedido final aqui deixamos
neste dia que é dedicado a Vós:
dai Fé á terra que amamos,
Senhora dos Milagres, rogai por nós!...
 
 
Afonsus - Lisboa
 
 
Escrito no dia 8 de Setembro de 1995, dia da Senhora dos Milagres...
 
 
 

"CONFRADES DA POESIA"

www.osconfradesdapoesia.com