"BIOGRAFIA"

 

"Delmar Gonçalves"

 

DELMAR MAIA GONÇALVES nasceu em QUELIMANE, na REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE em 5 de JULHO de 1969.
 Publicou seis livros. Venceu o PRÉMIO NACIONAL DE LITERATURA JUVENIL FERREIRA DE CASTRO DE POESIA em 1987 e    integrou  a Antologia do Prémio.
Venceu o GALARDÃO ÁFRICA TODAY em 2006. Venceu o GALARDÃO KHANIMAMBO da Casa de Moçambique em 2008.
Foi  Finalista do 1º Concurso Nacional de Poesia e Conto Contra o Racismo do ACIDI em 2013 e integrou a  Antologia do Concurso.
Foi Finalista do 12º Certame Internacional de Poesia e Conto Breve “MIS ESCRITOS” da Argentina em 2013 e integrou a ANTOLOGIA do Certame.
É Presidente do Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora(CEMD) desde 2010.
É Presidente da  Assembleia Geral da AID GLOBAL – ONGD desde 2005.
É  Vice – Presidente do Espaço Rui de Noronha – Associação desde 2005.
É  Embaixador da Paz da F.I.I.P.M. desde 2003.
Foi  Membro do Júri do  Concurso Internacional de Escritores  Infanto - Juvenis “LA ATREVIDA” em 2012 e 2013.
Foi  Membro do Júri do Prémio Literário “KARINGANA WA KARINGANA” / Universidade do Minho em 2015.
Foi  Membro da Comissão de Honra do Prémio FEMINA em 2015.
É Membro do Concílio de Honra da Matriz Portuguesa - MPADC  - Associação para o Desenvolvimento da Cultura e do Conhecimento desde 2015.
É Coordenador Literário da EDITORIAL  MINERVA desde 2014.
É Coordenador Literário da CEMD EDIÇÕES desde 2010.
Foi Membro da Comissão de Honra da IV  e da V  Bienal de Culturas Lusófonas de Odivelas em 2013 e 2015.
Foi Membro do Conselho de Curadores do Festival Jovem da Lusofonia em Aveiro em 2013.
Curador do Festival Internacional de Poesia “Grito de Mulher” em 2014, 2015, 2016 e 2017.
Curador dos Encontros Anuais de Escritores Moçambicanos na Diáspora (EEMD) desde 2008.
 
Colabora na Revista “NOVA ÁGUIA”  e no Jornal “As Artes Entre as Letras”.
É o Coordenador Literário das Revistas Culturais “MILANDOS DA DIÁSPORA” e “LICUNGO” do CEMD( 2014, 2015, 2016 e 2017) e da Revista do Festival  Internacional de Poesia “Grito de Mulher” – “De Corpo Inteiro”(2013, 2014, 2015, 2016 e 2017).
É o Coordenador das Antologias do CEMD “RIO DOS BONS SINAIS” (2013, 2014,2015, 2016 e 2017) e “DOS SILÊNCIOS QUE CANTAMOS”(2013).
É o Coordenador da Antologia da EDITORIAL  MINERVA  “TEMPLO DE PALAVRAS” números 1,2,3 e 4(desde 2014).
É Membro da Direcção do Movimento Internacional Lusófono (MIL) e Coordenador do MIL para Moçambique.
É Vice-Presidente da Casa Internacional de São Tomé e Príncipe.
É Presidente do WAG MOÇAMBIQUE (World  Art  Games - Mozambique).
Membro Honorário da XIMA Associação Moçambique/ Portugal desde 2016.
Membro Honoráro da Associação do Prémio Nacional de Literatura Juvenil Ferreira de Castro (APNLJFC).
Membro da Comissão de Honra da Associação Karingana Wa Karingana – ONGD.
Membro da Comissão de Honra da Candidatura do Poeta Manuel Alegre à Presidência da República.
Integrou a ANTOLOGIA DEL FUEGO  em Espanha (2013).
Coordenou a AGENDA Literária MANGWANA  2014,2015,2016 e 2017.
Participa em numerosos Festivais Internacionais de Poesia em Portugal e no estrangeiro.
Tem dado Conferências em numerosas Universidades em Portugal e no estrangeiro.
Coordenou  em 2013 e 2014 a TERTÚLIA “MARES DE OLHARES EM MESTIÇAGENS DE POESIA” na LIVRARIA GATAFUNHO no Bairro Alto em LISBOA.
Actualmente é membro de “Confrades da Poesia” - Portugal
 
BIBLIOGRAFIA:
MOÇAMBIQUE NOVO,O ENIGMA”(2005);”MOÇAMBIQUIZANDO”(2006); “AFROZAMBEZIANDO NINFAS E DEUSAS”(2006);”MESTIÇO DE CORPO INTEIRO”(2006);”ENTRE DOIS RIOS COM MARGENS”(2013) ; “MARES DE OLHARES EM MESTIÇAGENS DE POESIA”(2014);”Pa(z)lestina”(2015) e “FUZILARAM A UTOPIA”(2016) .
 
Site: -
 

 
TEU CORPO
 
Teu corpo
É como
Um Rio sem margens
Por isso
O percorro
Sem tréguas infinitamente
Para sermos um!
 
Delmar Maia Gonçalves
Quelimane/Moçambique
 
 
 
 
 
 
MULHER IX
 
Basta um olhar
Para te sentir.
Basta um sorriso
Para te compreender.
 
Delmar Maia Gonçalves
Quelimane/Moçambique
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
MULHER I
 
Deixa amar-te
Que o coração desespera.
Deixa tocar-te
Que o desejo sufoca.
Deixa beijar-te que o tempo escasseia.
Deixa olhar-te
Que os olhos reclamam.
 
Delmar Maia Gonçalves
Quelimane/Moçambique
COINCIDÊNCIAS
 
Vem a mim escultura
Que sou escultor
Vem a mim pintura
Que sou pintor
Vem a mim prosa
Que sou prosador
Vem a mim poesia
Que sou poeta.
 
Delmar Maia Gonçalves
Quelimane/Moçambique
 
 
 
 
 
 
 
 
MULHER XXXI
 
Sinto saudades
De momentos
Que contigo
Não vivi.
 
Delmar Maia Gonçalves
Quelimane/Moçambique
 
 
 
 
 
 
 
Fuzilaram a utopia
 
“Este poeta exilado
não para de sucumbir.
As agruras do tempo dilaceram-no.
Voltai-lhe o rosto
para o berço natal
para que ele exale
o seu último suspiro.”
 
Delmar Maia Gonçalves
Quelimane/Moçambique
 
 
 

"CONFRADES DA POESIA"

www.confradesdapoesia.pt